Country flag  Língua

Global image  Global

Norma para Componentes


Norma para Componentes

Postado em 11/07/2017

Para o correto funcionamento da esquadria é necessário que o produto esteja integrado a componentes de qualidade. As roldanas, por exemplo, são as responsáveis pelo movimento das folhas da esquadria de correr, já as escovas cumprem o papel de vedação entre as folhas do caixilho e também entre as folhas e o marco. Além da função de fechamento, o fecho contribui para uma boa vedação e resistência. Outro componente é a articulação – ou braço – utilizada para carga da folha móvel de uma janela maxim-ar. Podemos mencionar também as persiana de enrolar, itens empregados para o bom desempenho de uma esquadria de correr com persiana integrada. Há ainda, as dobradiças, elementos usados em caixilho de giro, e os componentes em nylon, adotados de forma variada e responsáveis pelo acabamento e proteção contra o impacto das folhas móveis.

Entre os problemas que podem acontecer com um componente em não conformidade estão o mau funcionamento e degradação da esquadria. “Por exemplo, uma roldana dimensionada de maneira errada não permite a abertura de uma porta de correr de grandes dimensões. Uma articulação mal especificada para uma maxim-ar faz com que a folha, quando aberta, seja submetida a uma pressão de vento e seja arrancada do marco. Já a escova de vedação ou fecho de má qualidade não permitirão que o caixilho atenda aos requisitos de estanqueidade à água da ABNT NBR 10821”, ensina a engenheira Fabiola Rago, consultora de esquadrias e normas técnicas.

Devido à sua relevância, os componentes ganharam norma técnica específica, a ABNT NBR 15969 – Componentes para Esquadrias – que está dividida em sete partes, uma para cada item. Baseada na norma americana AAMA, a normativa dispõe de informações que serão de grande utilidade para fabricantes, distribuidores, usuários e laboratórios. A mais recente, em vigor desde janeiro de 2012, é a parte 2: Escova de vedação — Requisitos e métodos de ensaio. Seu objetivo é fornecer definições, nomenclaturas, métodos de ensaio e requisitos gerais para as escovas de vedação constituídas de materiais plásticos. A parte 1: Roldana – Requisitos e métodos de ensaio -, em vigor desde agosto de 2011, estabelece os requisitos para fabricação, dimensionamento e funcionamento da roldana.

“A entrada em vigor da ABNT NBR 15969 permite que os fabricantes de esquadrias adquiram os componentes com maior confiança para produzir em conformidade com a ABNT NBR 10821 – Esquadrias externas para edificações – nos requisitos de permeabildade ao ar, estanqueidade à água e no isolamento acústico”, afirma a engenheira e complementa que é importante que outros profissionais do setor, como arquitetos e especificadores, conheçam os detalhes da norma. “Assim, passarão a ser mais exigentes com as empresas que fabricam caixilhos e também a cobrar para que sejam utilizados somente componentes que estejam em conformidade”, diz.

Apesar de a ABNT NBR 10821 existir há décadas, ainda não havia uma norma específica para componentes. A engenheira explica que esse cenário é resultado do amadurecimento do setor em termos de avaliação de desempenho do produto esquadria. “Já existiam norma para as guarnições de EPDM e para o tratamento superficial do alumínio. Os textos da norma de componentes vêm sendo discutidos pelo setor há mais de seis anos”, ressalta.

Fonte: Afeal




   Voltar para notícias