Country flag  Língua

Global image  Global

Os componentes nas esquadrias de alumínio


Os componentes nas esquadrias de alumínio

Postado em 28/03/2017

Existem algumas orientações gerais que devem ser seguidas por todos os fabricantes de esquadrias de alumínio. Dentre as diversas orientações, há a indicação o uso de parafusos de aço inoxidável, para que não venham a sofrer corrosão galvânica em suas fixações no alumínio por diferenças dielétricas entre os materiais envolvidos.

Outra orientação se refere ao uso de fechos cujo ciclo de vida útil seja garantido, mesmo que sem manutenção, pois as condições de conservação nem sempre são favoráveis.

Pode-se afirmar que a maioria dos defeitos encontrados no funcionamento das esquadrias se deve à escolha inadequada dos componentes. Esse problema é agravado porque em muitos projetos de esquadrias não se estudam a fundo os componentes.

 

Materiais utilizados

 Os componentes podem ser compostos por materiais como o alumínio extrudado, alumínio fundido/injetado, latão, aço inox, zamak, nylon. A escolha dos materiais deve se adequar ao processo de fabricação, conforme o desempenho que se espera das peças.

A boa adequação é responsável pela robustez, durabilidade e acabamento. Por isso, as ligas devem ser bem determinadas, de acordo com as necessidades do componente a ser fabricado.

O aço inox é indicado para peças como linguetas de fechos, contrafechos, parafusos,

arruelas, sempre que se exigir resistência maior aos agentes agressivos. O nylon é utilizado em peças que entram em atrito com o alumínio e o aço inox, como roldanas, bicos de fechos, freio de braços e detalhes estéticos. Normalmente, os fabricantes de componentes utilizam nylon de primeira linha, inclusive para pequenos detalhes de acabamentos.

 

Desempenho e controle de qualidade

 Os componentes de um caixilho devem contribuir para o bom desempenho do conjunto, notadamente no que se refere à estanqueidade de ar/água, isolamento termo acústico, ventilação e estabilidade estrutural. O dimensionamento dos componentes deverá obedecer às necessidades da esquadria.

O conjunto de componentes representa uma faixa importante e imprescindível no custo da esquadria acabada sendo o maior responsável pelo bom funcionamento das esquadrias. Isto demonstra que não se deve economizar quanto à determinação e especificação de materiais de boa qualidade.

 

Você sabia?

Os componentes, embora sejam elementos fundamentais para o bom desempenho dos sistemas de esquadrias, nem sempre foram considerados, analisados, desenvolvidos e fabricados como as indústrias produzem atualmente. Até meados da década de 60, não havia espaço empresarial para um fabricante que os produzisse exclusivamente.

Isso porque, até então, eram as esquadrias de aço e madeira que dominavam o mercado, sendo seus componentes fabricados artesanalmente pelos serralheiros, por pequenas indústrias sem expressão ou importados de outros países, na falta de outra opção. Com os projetos de janelas europeias trazidos pelos fabricantes de esquadrias de alumínio, que começaram a ser produzidas no Brasil, a situação mudou.

Inicialmente, as esquadrias de alumínio utilizaram o trabalho artesanal de serralheiros para a confecção dos componentes, até que, na década de 70, entraram em atividade as primeiras indústrias metalúrgicas exclusivas de acessórios para caixilharia de alumínio. Essa expansão continua até hoje com o surgimento de uma variada linha, com os mais diversos tipos, formatos e acabamentos, que podem ser utilizados principalmente em esquadrias de alumínio.

Fonte: AFEAL




   Voltar para notícias